Artesanato

Nesta área realizam-se trabalhos manuais que visam desenvolver a motricidade fina e a sensibilidade tátil, e promover o uso de métodos de trabalho que estimulem a concentração, a criatividade e a capacidade de realização.

É dada especial relevância ao Macramé, já que é uma técnica de tecer fios que não utiliza nenhum tipo de maquinaria ou ferramenta. Trabalhando com os dedos, os fios vão se cruzando e ficam presos por nós, formando cruzamentos geométricos, franjas e uma infinidade de formas decorativas.

Para além do desenvolvimento dos aspetos anteriormente referidos, a área de Artesanato tem também um fim lúdico e ocupacional, sendo um momento de descontração para os utentes.

O fato de poderem criar coisas que podem mostrar aos colegas, familiares e amigos, possibilita um sentimento de realização pessoal e favorece a recuperação da autoestima. Tal recuperação é ainda mais marcada em utentes que redescobrem a capacidade de executar tarefas manuais finas que julgavam ter perdido.